domingo, 17 de abril de 2011

Parabéns aos Argentinos!!!

Último ditador da Argentina é condenado à prisão perpétua

Reynaldo Bignone (foto), 83 anos, foi punido por crimes contra a humanidade.Ele presidiu o país em 1982 e 83 e cedeu o poder ao civil Raúl Alfonsín.
Segundo organismos de defesa dos direitos humanos, mais de 30 mil pessoas desapareceram na Argentina durante a ditadura, e 500 crianças, filhos de desaparecidos, foram roubadas ou entregues a repressores, das quais 103 já recuperaram sua identidade.
Além de enfrentar este processo, Bignone é um dos oito acusados em um julgamento que começou em fevereiro por 35 casos de roubo de bebês durante a ditadura.  

Fonte secundária: Educar sem Violência