sábado, 1 de outubro de 2011

ótimo senhor governador de Goiás!!!

Ninguém venha me julgar de insensível ao gesto de solidariedade particularizado, porque não é necessariamente isso que estou questionando, mas sim, os outros milhares de gestos que não são vistos da parte do governador do Estado frente ao caos em mergulha a educação, a saúde, o ipasgo e outras áreas da vida do cidadão goiano. As imagens que vão ao ar nos noticiários nem sempre falam toda a verdade e as imagens montadas para as propagandas oficiais nunca falam a verdade, de verdade!

Agora, o sr. governador de Goiás, tomou uma atitude minimamente estranha. Aproveitou o movimento que a mídia local está dando na cobertura do episódio do incêndio do apto no décimo segundo andar, no St. Oeste em Goiânia, e pegou carona para aparecer na mídia com um ato de solidariedade, humanidade. Ah! Vá lá cidadãos goianos! Veja o conteúdo da matéria no g1.com/goias:

"O governador Marconi Perillo visitou o prédio que pegou fogo, no Setor Oeste, em Goiânia na manhã deste sábado (1°). Ele entrou no apartamento em cinzas e depois foi visitar a aposentada Teresinha Franciliana Barros de 76 anos, que salvou uma das vítimas do incêndio. Ela mostrou para o governador como conseguiu puxar João de Olivieira Goulart Castro, de 49 anos, pela janela da cozinha.
Marconi Perillo falou por telefone com um irmão da Muniki Dias Goulart, e prestou solidariedade à família e se comprometeu a fornecer, por meio do Governo do Estado, o material de alto custo necessário no tratamento do João Goulart, pai da Muniki. "A dona Teresinha me pediu para ajudar o seu João, porque ele precisa colocar umas placas no braço, eu disse que vamos ajudar”, afirma o governador.
Muniki que caiu do apartamento em chamas e sobreviveu deve sair da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), no domingo (2). Os pais dela, que também sobreviveram ao incêndio, continuam internados no Hospital de Queimaduras de Goiânia sem previsão de alta." Fonte: g1.com/goias

Agora eu quero saber como é que fica as centenas de pessoas, cidadãos que pagam muitos, mas muitos impostos e:
- que estão nas filas esperando o olhar do Estado para receber medicamentos de ALTO CUSTO;
- que estão nas filas de cirurgias eletivas outras emergenciais;
- que estão sendo ameaçadas no IPASGO com a crise e a corrupção que provocou um rombo enorme e agora, se vêem obrigados ou a excluirem seus entes queridos ou a pagar um aumento descabido na mensalidade;

Aí sr. governador: vai resolver num telefonema a situação de cada um deles também? Ou vai continuar fazendo de conta que governa o Estado para os pobres?

Agora eu quero ver a saúde, a ueg, a educação que vocês arrotam na TV!!!

Não estou me referindo à saúde da família Goulart (que diga-se de passagem, merece todo o tratamento para recuperarem-se de tão ímpar tragédia que os assaltaram), mas à família dos Silvas, dos Souzas, dos Sousas, dos Gonçalves, dos Moreiras, dos Mouras, dos Soares, dos Almeidas, dos Pereiras, dos Junqueiras, dos Oliveiras e das diversas outras famílias que estão em alguma fila esperando (um mediamento de alto custo, uma autorização para uma cirurgia, para um transplante, etc) o olhar sem nenhum tipo de acepção do Estado????

Bom, termino esse post, além de indignado, solidário à dor da família Goulart e à família Araújo Silveira pela perda do Sr. Eduardo.