quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Escolas públicas são iguais em qualquer lugar?

Talvez, seja melhor e importante, dar uma olhada com mais filtros e uma análise um pouco mais acuidada dessa experiência para emitirmos pareceres positivos ou negativos. Voltarei a esse post mais adiante após refletir um pouco sobre o assunto. Mas, enquanto isso, submeto a vocês e aos seus próprios olhares e críticas.

Nova York reinventa escolas públicas pela inovação
12/12/12 //  //  

Alunos desmotivados, escolas sem as mínimas condições de segurança, professores mal pagos. Essa realidade, que traduz o cotidiano de boa parte das escolas públicas brasileiras, não é privilégio nosso: também era o que se via em Nova York há menos de dez anos. Mas uma série de reformas educacionais vem mudando a cara da rede pública da cidade. A mais recente delas, o iZone, estimula a adoção de modelos inovadores desenhados a partir das necessidades de cada escola. Deu tão certo que a iniciativa vive um momento de franca expansão – passou das 80 instituições participantes em 2011 para 160 em 2012 e a previsão é que chegue a 400 até 2014.
Acesse a matéria na íntegra clicando AQUI