segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Criança, a alma do negócio? II

Ao chegarmos perto de outra data comercial que já, do ponto de vista do significado, já se perdeu para muitas pessoas, o Natal, vale a pena recordar uma postagem de maio do ano passado. O blog do Sérgio defende uma perspectiva de educação em que os sentidos e significados sejam construídos antes do consumo. Para que o consumo ocorra baseado numa outra lógica, a humanizadora e não a coisificadora!

----------------------------------------------------------------------

Criança, a alma do negócio?

Qual o benefício que a publicidade dirigida à criança traz para a criança?

Essa é uma das questões levantadas pelo documentário de Estela Renner e Marcos Nisti.

   
alt

Pode parecer brincadeira, mas as crianças hoje em dia conhecem mais as marcas de salgadinhos do que os nomes das frutas. É o que mostra o documentário Criança, A Alma do Negócio, que abriu o segundo Fórum da Criança e Consumo em setembro passado no Instituto Itaú Cultural, em São Paulo.

Dirigido pela cineasta Estela Renner e produzido por Marcos Nisti, o documentário promove uma reflexão sobre como a sociedade de consumo e as mídias de massa impactam na formação de crianças e adolescentes. Criança, A Alma do Negócio, mostra a realidade em que vivemos: crianças que preferem ir ao shopping a brincar, conhecem marcas pelo logotipo, e apesar de terem uma vasta coleção de brinquedos e jogos se encantam mesmo é por um pequeno bonequinho de plástico.

Acesse mais informações e o documentário clicando AQUI